No meu ritmo (sem pressa) comecei a entender como tudo aquilo funcionava, obtive muita ajuda de médiuns antigos e suas entidades (as quais já conhecia do tempo de assistência), e vi que aquele mundo não era distante do meu e sim uma parte minha que eu estava resgatando.

Veja mais depoimentos como esse no livro Cartas de amor à Umbanda.

PAOLA ECHEVERIA

paola-echeveria

Onde existem mãos que abraçam, que se seguram, que cuidam dos mínimos detalhes, que alimentam, que abençoam, mãos que tocam o sino anunciando a presença de Divino neste lugar. Mãos que dançam sob a palha para abençoar e ensinar a grande beleza da caridade sem ostentação, a caridade que agrada a Deus.

Veja mais depoimentos como esse no livro Cartas de amor à Umbanda.

REJANE EMÍLIA

rejane